19 março 2013

Debate Fashion

Victor....


Lançado por Saint Laurent em 1966, o smoking feminino volta á cena nesta temporada e é ótima alternativa ao vestido nas produções noturnas.



Os anos 60 são influência forte nesta temporada mas não são apenas seus ingredientes mais óbvios que compõem o revival: uma das melhores novidades da estação é o retorno triunfal dos smorkings, um dos mais instigantes ícones do fim desta década.



O smoking funciona como alternativa ao vestido à noite e é um conjunto de algaiataria que passa longe do visual corporativo.



Para deixar a produção mais casual, o melhor é recorrer a uma calça com modelagem ampla.



Em todos os casos, fuja de sapatos pesados e aposte em modelos delicados, como escarpins forrados e sandálias com detalhes preciosos, ótimos para quebrar a sobriedade e evitar que o look fique masculino demais.



O smoking é sexy justamente por ser um ícone da moda masculina.
Para completar esse jogo de gêneros, é fundamental apostar em make que valorize os traços femininos e sapatos delicados.

O resultado é sexy sem ser óbvio!



ou Victoria?


Com leve toque flamenco, babados arquitetônicos marcam as peças mais exuberantes da estação e propagam uma onda ultra feminina na moda.



Decorativismo da vez, o babado tem mais a ver com aquitetura que com fru-fru.



É justamente o corte preciso que torna essas peças tão instigantes.



A tendência reflete uma elegância adulta e realça a silhueta, um ótimo recurso para quem não tem um corpo tão curvilíneo.




O babado flamenco imprime uma feminilidade adulta e valoriza a silhueta.
Com construção precisa, essas peças tem carga de sensualidade forte, mas bem longe da vulgaridade.

ruffleslula



E aí, qual você prefere neste debate fashion?

Beijos Beijos, Annelise Querino.

Vogue.

Um comentário:

LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL